Um paradigma entre justiça restaurativa e justiça retributiva no processo penal brasileiro

  • Enio Seiji Sato
  • Jaqueline Canha Gonçalves
  • João Ricardo Anastácio da Silva

Resumo

O estudo teve por objetivo buscar as leis e princípios da execução penal brasileira e estabelecer o tipo de justiça pretendido e o alcançado pelo poder público, sendo essa justiça retributiva, bem como apontar as principais diferenças entre elas. Após o estudo dessas informações ficaram evidenciadas as consequências das medidas atualmente adotadas, como o número de reincidentes, e a não ressocialização do condenado. Foram expostos diferentes meios que podem ser adotados para maior eficiência do processo judiciário e da suma importância da participação da sociedade o qual é abordado pela justiça restaurativa.

Biografia do Autor

Enio Seiji Sato

Acadêmico de Direito do Centro Universitário Filadélfia.

Jaqueline Canha Gonçalves

Acadêmica de Direito do Centro Universitário Filadélfia.

João Ricardo Anastácio da Silva

Coordenador Adjunto do Curso de Direito da UNIFIL e Professor Universitário.

Publicado
2019-01-17
Como Citar
SATO, Enio Seiji; GONÇALVES, Jaqueline Canha; DA SILVA, João Ricardo Anastácio. Um paradigma entre justiça restaurativa e justiça retributiva no processo penal brasileiro. Revista Jurídica da UniFil, [S.l.], v. 12, n. 12, p. 67-78, jan. 2019. ISSN 2674-7251. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/rev-juridica/article/view/732>. Acesso em: 24 out. 2020.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##