A justiça restaurativa e seus diferentes métodos de solucionar conflitos

  • João Ricardo Anastácio da Silva
  • Ronaldo de Almeida Barretos

Resumo

O presente artigo visa analisar a origem histórica da Justiça Restaurativa no mundo, o conceito de Justiça, subdividindo-se em justiça retributiva e justiça restaurativa. Também aborda sobre a Resolução 2002/12 do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, a qual define alguns princípios norteadores da Justiça Restaurativa no mundo. Por fim, busca mostrar como a Justiça Restaurativa pode ser aplicada dentro do ordenamento jurídico brasileiro, além de revelar que já existe um projeto de lei em tramitação com o objetivo de inserir a Justiça Restaurativa dentro do nosso Ordenamento Jurídico Penal.

Biografia do Autor

João Ricardo Anastácio da Silva

Advogado, Professor de Direito e Processo Constitucional, Direitos Humanos no Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL). Telefone: (43)9927-8464. Endereço eletrônico: joaoricardoanastacio@gmail.com

Ronaldo de Almeida Barretos

Bacharelando em Direito pelo Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL). Presidente do Centro Acadêmico XI de Abril de Direito da UNIFIL, Coordenador Administrativo do Projeto de Pesquisa e Extensão Restaurando Londrina – Justiça Restaurativa (UNIFIL). Telefone: (43) 99659-0777. Endereço eletrônico: ronaldo_barretos@hotmail.com

Publicado
2019-10-17
Como Citar
SILVA, João Ricardo Anastácio da; BARRETOS, Ronaldo de Almeida. A justiça restaurativa e seus diferentes métodos de solucionar conflitos. Revista Jurídica da UniFil, [S.l.], v. 16, n. 16, p. 73-89, out. 2019. ISSN 2674-7251. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/rev-juridica/article/view/1144>. Acesso em: 06 ago. 2020.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##