A teoria do mundo justo e a percepção de jovens sobre as leis, justiça e juizes

  • Bruna Mariely Camargo
  • Denise Martins Americo De Souza
  • Kendra Joy Edwards Thomas
  • Rafael Martins Monteiro

Resumo

A teoria do “Mundo Justo”, criada por Melvin Lerner em 1965, busca retratar a percepção do indivíduo frente às questões de desafios e conflitos e a relação com o sentido de justiça. Lerner (1980) aponta que o conceito de justiça pode variar de acordo com crenças, valores e meio social. A proposta do artigo é apresentar uma breve percepção de jovens estudantes sobre o conceito de “Mundo Justo” e a relação com a lei, juízes e justiça. As informações foram coletadas através de questionários respondidos por jovens, alunos do 9º ano do ensino fundamental dos anos finais e do ensino médio, no ano de 2016. Buscou-se entender
como o jovem percebe na atualidade as ações de autoridades legitimadas pelo Judiciário (juízes) e as decisões por parte dessas autoridades.

Biografia do Autor

Bruna Mariely Camargo

Aluna do quarto ano de Direito e participante do Projeto de Pesquisa: “Teoria do Mundo Justo”, Ano 2017 - UNIFIL

Denise Martins Americo De Souza

Mestre em Educação (UEL – Universidade Estadual de Londrina) e Graduada em História (UEL); Docente do Curso de Direito UniFil

Kendra Joy Edwards Thomas

Ph.D. Psicologia; Docente na Universidade de Indianápolis – EUA.

Rafael Martins Monteiro

Aluno do quarto ano de Direito e participante do Projeto de Pesquisa: “Teoria do Mundo Justo”, Ano 2017 - UNIFIL.

Publicado
2019-06-25
Como Citar
CAMARGO, Bruna Mariely et al. A teoria do mundo justo e a percepção de jovens sobre as leis, justiça e juizes. Revista Jurídica da UniFil, [S.l.], v. 14, n. 14, p. 143-152, jun. 2019. ISSN 2674-7251. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/rev-juridica/article/view/1068>. Acesso em: 27 nov. 2020.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##