Inserção do cateter umbilical

uma nova atribuição para o enfermeiro

  • Débora Rose Goulart Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL)
  • Fabiana Cristina de Oliveira Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL)
  • Gabriela Ramos Ferreira Curan Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL)

Resumo

A atuação do enfermeiro tem ampliado-se nas últimas décadas quanto à inserção de cateteres. Na resolução nº 258/2001, o Conselho Federal de Enfermagem considera lícito a passagem de cateter central de inserção periférica pelo profissional enfermeiro, e a resolução nº 388/2011 normatiza a execução, pelo enfermeiro, do acesso venoso via vaso umbilical, um procedimento até então considerado privativo aos profissionais médicos. Este estudo buscou identificar publicações sobre a prática de enfermeiros na inserção de cateteres umbilicais. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura nas bases de dados Biblioteca Eletrônica Scielo, Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde, Fiocruz e Pubmed. O período de buscas foi entre dezembro/2015 e março/2016. Foram encontrados 685 artigos, e destes somente cinco foram selecionados. Avaliou-se a formação acadêmica dos autores destes estudos, identificando um domínio de graduados de medicina, tendo a participação de somente duas enfermeiras. Foi realizada busca via internet por empresas que ministrassem o curso de cateterismo umbilical, e realizada a caracterização dos cursos ofertados. Identificou-se que a inserção de cateter umbilical pelo enfermeiro no Brasil ainda não tem sido descrita na literatura. Os cuidados de enfermagem prestados ao bebê portador de cateter umbilical são fundamentais para a prevenção das possíveis complicações inerentes a essa terapêutica. Identificaram-se seis empresas que realizam a capacitação e qualificação de profissionais enfermeiros para a execução deste procedimento. São necessários estudos descrevendo a experiência da enfermagem nesta sua nova atribuição, uma vez que pela crescente oferta de cursos de capacitação a enfermeiros ao cateterismo umbilical no país, infira-se que existam enfermeiros habilitados e possivelmente realizando tal procedimento, embora não haja registros na literatura.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Aluna de Graduação em Enfermagem do Centro Universitário Filadélfia – Unifil, aluna: deborarose92@gmail.com

##submission.authorWithAffiliation##

Aluna de Graduação em Enfermagem do Centro Universitário Filadélfia – Unifil, aluna: fabiana_cristina_80@hotmail.com

##submission.authorWithAffiliation##

Docente Ms. do Centro Universitário Filadélfia – Unifil, orientadora: gabrielacuran@yahoo.com.br

Publicado
2018-06-18
Como Citar
GOULART, Débora Rose; DE OLIVEIRA, Fabiana Cristina; CURAN, Gabriela Ramos Ferreira. Inserção do cateter umbilical. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 33, n. 64, p. 73-78, jun. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/79>. Acesso em: 21 set. 2020.
Seção
Artigos