Avaliação de componentes curriculares da disciplina de Entomologia e nível de entendimento sobre manejo integrado de pragas

  • Gabriela Vieira Silva Centro Universitário Filadélfia- (UniFil)
  • Higo Forlan Amaral Centro Universitário Filadélfia- (UniFil)

Resumo

O objetivo deste estudo foi caracterizar o conhecimento de alunos do curso de Agronomia em relação à Entomologia e aos pontos centrais do Manejo Integrado de Pragas. O questionário foi composto por 16 questões (q) e estruturado em três seções, caracterização geral, conhecimento e afinidade sobres os temas da disciplina de EA e percepção de aprendizado sobre MIP, foi utilizado as aplicações de Google Drive para coleta e análises de dados. A função do Engenheiro Agrônomo diante desses dois eixos e perfis foi se delineando em vista da necessidade de, por um lado, validar cientificamente todo o saber acumulado no mundo agrícola. Grande parte dos entrevistados acredita que, entre as práticas de MIP, a identificação da praga, o controle biológico, a amostragem, os métodos culturais e o nível de ação são práticas componentes dos programas de MIP, sendo 96,6%, 95,4%, 86,2%, 79,3% e 75,9%, respectivamente para estas práticas. Conclui-se que a maior parte dos alunos do curso de Agronomia apresenta afinidade com a área de Entomologia e uma
considerável noção a respeito das práticas do MIP. Entretanto, alguns conceitos necessitam ser trabalhados para que a percepção dos alunos seja mais clara em
relação a estas práticas.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Curso de Graduação em Agronomia, Centro Universitário Filadélfia (UniFil), Londrina - Pr. E-mail:
gabriela.silva@unifil.br

##submission.authorWithAffiliation##

Curso de Graduação em Agronomia, UniFil, Londrina - Pr

Publicado
2018-09-17
Como Citar
SILVA, Gabriela Vieira; AMARAL, Higo Forlan. Avaliação de componentes curriculares da disciplina de Entomologia e nível de entendimento sobre manejo integrado de pragas. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 34, n. esp., p. 74-94, set. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/528>. Acesso em: 29 out. 2020.
Seção
Artigos