Desenvolvimento e assimilação de nutrientes da cultura de milho inoculado com Azospirillum brasilense e diferentes doses de nitrogênio e potássio

  • Marcelo Morais Centro Universitário Filadélfia (UniFil)
  • Higo Forlan Amaral Centro Universitário Filadélfia (UniFil)
  • Maria Paula Nunes Universidade Estadual de Londrina - UEL

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento e assimilação de nutrientes de milho inoculados com Azospirillum brasilense de diferentes doses de nitrogênio (N) e potássio (K). O experimento foi conduzido em casa de vegetação em Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC), em esquema fatorial 2 x 4 com 5 repetições, considerando duas doses de N 100% (= 360 kg. ha-1 de ureia 45%) e 70%; quatro doses K em 100% (200 kg ha-1 de KCl), 80%, 60% e 40%. Todos os tratamentos receberam a recomendação padrão do A. brasilense 150 mL para 25 kg de sementes
com concentração de 2,0 x 108 UFC. mL-1. Avaliaram-se após sexta folha verdadeira: diâmetro de colmo (DC), altura de planta (AP), matéria fresca (MFA) e seca (MSA) da parte aérea, matéria fresca e seca da parte radicular (MFR e MSR), comprimento e largura da folha bandeira para cálculo de índice de área foliar (IAF) e análise de nutrientes foliares para nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). Foram realizadas a ANOVA e teste Scott-Knott em 5% e Análise de Componentes Principais (ACP). Houve aumento médio no DC em 100%N e 80%K, já para 70%N só foi verificado aumento de DC na dose de 40%K. Também, observaram-se aumento médio de IAF em 100%N e 80%K, quando se reduziu o N para 70% a média de IAF foi maior em 100%K. Pela ACP houve agrupamento dos tratamentos – 100N70K, 70N100K e 70N80K correlacionados positivamente pelo IAF (90,95%) e em menor correlação com AP (30,91%) no componente 1 (eixo X), já negativamente observou-se o agrupamento de 100N100K, 100N80K e 100N60K, tais resultados justificam quem foi possível reduzir das doses de N e K em melhor o IAF e AP. Segundo a Análise de Componentes Principais (ACP) foi possível observar agrupamentos distintos, o grupo no quadrante I (X positivo e Y positivo) posicionaram-se 70N100K e 70N80K e com os seguintes parâmetros em correlação positiva K-foliar, MFA, MFR, N-foliar e IAF.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêmico do curso de graduação em Agronomia do Centro Universitário Filadélfia (Unifil),
Londrina, Pr

##submission.authorWithAffiliation##

Docente, Dr. do curso de graduação em Agronomia do Centro Universitário Filadélfia (UniFil),
Londrina, Pr. E-mail: higo.amaral@unifil.br

##submission.authorWithAffiliation##

Docente, Drª do curso de graduação em Agronomia da Universidade Estadual de Londrina (UEL),
Londrina, Pr.

Publicado
2018-09-17
Como Citar
MORAIS, Marcelo; AMARAL, Higo Forlan; NUNES, Maria Paula. Desenvolvimento e assimilação de nutrientes da cultura de milho inoculado com Azospirillum brasilense e diferentes doses de nitrogênio e potássio. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 34, n. esp., p. 160-176, set. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/523>. Acesso em: 26 out. 2020.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##