A Revolução Paulista de 1932 como possível precursora da participação política popular no Brasil

  • Agnaldo Kupper

Resumo

No Brasil, a década de 1920 foi marcada por mobilizações e questionamentos ao regime oligárquico vindos de operários, artistas e militares. Em 1922, ex-militantes anarquistas, animados com as repercussões da Revolução Russa, fundaram o Partido Comunista do Brasil (PCB)36. Bandeiras vermelhas com a foice e martelo entrelaçados, símbolo da aliança entre operários e camponeses, eram carregadas nas greves e manifestações dos trabalhadores em todo o país, rivalizando com os estandartes de anarquistas, anarcossindicalistas e socialistas. As contradições das oligarquias cafeeiras, somadas às conseqüências trazidas pela Crise de 29 e às insatisfações de vários setores sociais brasileiros, fizeram emergir a Revolução de 1930. Um novo arranjo
de forças políticas começava a ser montado no país. No entanto, a 09 de julho de 1932, empurrada pela oligarquia cafeeira paulista, teve início a chamada Revolução Constitucionalista, que duraria menos de três meses e que se tornou a maior mobilização militar ocorrida na história do Brasil, matando cerca de novecentas pessoas e com envolvimento direto de aproximadamente cento e trinta mil combatentes37. Um movimento em que o lado vitorioso pouco falou e o lado derrotado comemora até os dias atuais. Mais do que a conjuntura estrutural militar, a participação popular e sindical no movimento pode ter inaugurado uma nova forma de presença do povo na vida política nacional, onde tudo, aparentemente, passou a parecer possível. A resposta a esses novos ares teria vindo em 1937, com a imposição autoritária do Estado Novo, ainda sob o comando getulista.

##submission.authorBiography##

Agnaldo Kupper

Professor de Ensino Superior e de pós-graduação; escritor; historiador; mestre na Área de História Social e doutorando em História na área de Política e Representações

Publicado
2018-07-31
Como Citar
KUPPER, Agnaldo. A Revolução Paulista de 1932 como possível precursora da participação política popular no Brasil. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 31, n. 60, p. 141-156, jul. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/323>. Acesso em: 08 fev. 2023.
Seção
Artigos