Perfil de pacientes idosos traumatizados e o uso de medicamentos

  • Damares Tomasin Biazin Centro Universitário Filadélfia (UniFil)

Resumo

O objetivo do estudo foi estabelecer o perfil e investigar o uso de medicamentos pelos idosos que sofreram trauma e verificar os tipos e a quantidade de medicamentos utilizados. A população do estudo foi composta por idosos que sofreram trauma e foram internados nos três hospitais terciários, da cidade de Londrina-Pr. A pesquisa foi quantitativa desenvolvida por meio de um estudo observacional, transversal, com 121 idosos de 60 a 74 anos e seus cuidadores, realizada no domicílio, por meio de entrevistas. Os resultados evidenciaram que a maioria dos idosos era do sexo masculino, com média de idade de 67,7 anos. A maioria (82,6%) referiu fazer uso de medicamentos e consumir um tipo, porém é grande o percentual que toma 2 e 3 tipos de medicamentos(27,0% e 14,0% respectivamente); também foram encontrados idosos que utilizam 4, 5, 6 e até 9 tipos de medicamentos. Os medicamentos mais utilizados pelos idosos foram: anti-hipertensivos (incluindo os diuréticos); hipoglicemiantes; analgésicos e antiinflamatórios; cardioterápicos e anticonvulsivantes. Conclui-se que há necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, assim como orientá-los e a seus familiares quando o uso de drogas associadas ao maior risco de traumas é necessário.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeira. Professora Doutora pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto. Docente de Cursos de Especialização do Centro Universitário Filadélfia – UniFil. Pró Reitora de Pesquisa e Pós Graduação e Pró Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários do Centro Universitário Filadélfia – UniFil.

Publicado
2018-08-01
Como Citar
BIAZIN, Damares Tomasin. Perfil de pacientes idosos traumatizados e o uso de medicamentos. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 26, n. 51, p. 79-90, ago. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/265>. Acesso em: 26 set. 2022.
Seção
Artigos