Prevalência de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis (dcnt) entre professores da rede pública estadual de ensino da zona oeste de londrina, paraná.

  • Emilia Passos Parpinelli Centro Universitário Filadélfia (UniFil)
  • Graziela Maria Gorla Campiolo Centro Universitário Filadélfia (UniFil)

Resumo

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) ocupam um papel relevante no quadro de morbimortalidade do Brasil e do mundo. As estimativas atuais da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que as DCNT já são responsáveis por 58,5% de todas as mortes e por 45,9% da carga total global de doenças (WHO, 2002). Este estudo avaliou uma amostra de 29 professoras de 3 escolas estaduais da Zona Oeste de Londrina, Paraná, visando identificar nesta população fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis. Observou-se a classificação pelo IMC, circunferência da cintura, os indícios de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), isto é, pressão arterial maior que 140/90 mm/Hg ou a declaração de diagnóstico médico de HAS. O hábitos alimentares, foram avaliados de acordo com as orientações da Pirâmide Alimentar Brasileira. Os resultados indicam que 76 % da amostra apresenta mais de 2 fatores de risco para DCNT. Assim, diante desta problemática indica-se a intervenção de profissionais da área da saúde visando oferecer aos profissionais da educação instrumentos para que possam diminuir os fatores de risco detectados por meio da mudança no estilo de vida.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Discente do Curso de Nutrição da UniFil. (e-mail: parpinelli@sercomtel.com.br)

##submission.authorWithAffiliation##

Docente do Departamento de Nutrição da Unifil. ( e- mail: grazielacampiolo@yahoo.com.br)

Publicado
2018-08-01
Como Citar
PARPINELLI, Emilia Passos; CAMPIOLO, Graziela Maria Gorla. Prevalência de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis (dcnt) entre professores da rede pública estadual de ensino da zona oeste de londrina, paraná.. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 26, n. 51, p. 15-26, ago. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/255>. Acesso em: 10 dez. 2022.
Seção
Artigos