A língua portuguesa no ambiente administrativo

  • Esmera Fatel Aureliano Rossi Centro Universitário Filadélfia (UniFil)

Resumo

A língua portuguesa é falada por mais de 200 milhões de pessoas e sua valorização tem aumentado significativamente, o que pode ser facilmente observado atualmente. O ambiente administrativo requer profissionais aptos a usar a língua materna para transmitir suas ideias por meio de documentos escritos e orais. Porém, é preciso se ter claro que embora a língua falada e a escrita sigam o mesmo sistema linguístico suas regras são diversas e específicas e seus usos dependem do ambiente e situação. Ha uma ligação intrínseca entre a imagem da empresa e a busca da qualidade total dessa organização. A Língua Portuguesa está amplamente ligada a esses dois fatores, já que há uma relação de interdependência entre ela e a imagem, no que concerne às mensagens escritas e orais emitidas pela empresa. Para alcançar essa adequada imagem é preciso buscar formação e/ ou aperfeiçoamento, os processos de educação hoje tem sido redefinidos a fim de transmitir aos alunos os conhecimentos necessários para sua vida em todos os aspectos. Assim, investimentos em educação são necessários, porém com uma metodologia interativa que facilitem o acesso aos programas de formação ou atualização.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Docente do Centro Universitário Filadélfia – Unifil. esmera.rossi@unifil.br

Publicado
2018-07-31
Como Citar
ROSSI, Esmera Fatel Aureliano. A língua portuguesa no ambiente administrativo. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 27, n. 52, p. 121-130, jul. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/249>. Acesso em: 04 mar. 2021.
Seção
Artigos