Uso de Ácido Fólico na Gestação

  • Allan Vinicius Moura Faculdade de Apucarana - FAP

Resumo

O ácido-fólico é utilizado durante a gestação como forma de prevenção contra as más formações do tubo neural, sendo as principais: espinha bífida e anencefalia. Vários governos pelo mundo utilizam de programas voltados para a fortificação alimentar e suplementação gratuita do ácido fólico com a intenção de diminuir os casos de deformações. O trabalho tem por objetivo avaliar a importância do ácido fólico na gestação e identificar a efetividade dos programas de fortificação alimentar e suplementação gratuita, além de verificar possíveis toxicidades. Trata-se de uma revisão bibliográfica de caráter analítico. A utilização do ácido fólico está ligada diretamente com uma menor incidência de casos de deformações do tubo neural, a fortificação alimentar obrigatória, apresentou uma redução média de 37,1% na incidência de casos, no entanto, a eficiência da suplementação torna-se difícil de quantificar, já que nem todas as gestantes suplementam, e 53,9% iniciam a suplementação após o período de formação do tubo neural. Houveram baixa incidências relacionadas a toxicidade. Conclui-se que os níveis adequados do ácido fólico são de grande importância durante a gestação, e que a fortificação alimentar é uma ótima estratégia para auxiliar nesse objetivo, já a suplementação embora eficaz, necessita ser revisada. Quanto a toxicidade, os benefícios superam seus possíveis malefícios. Novos programas com o intuito de conscientização do nutriente devem ser instaurados, podendo inclusive ser apresentado nas escolas durante conteúdos relacionados a reprodução humana.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Graduando do Curso de Bacharel em Nutrição da Faculdade de Apucarana – FAP

Publicado
2022-02-15
Como Citar
MOURA, Allan Vinicius. Uso de Ácido Fólico na Gestação. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 38, n. 74, p. 35-49, fev. 2022. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/2450>. Acesso em: 12 ago. 2022.
Seção
Artigos