Capital humano nas organizações modernas: a vantagem competitiva

  • Luiz Fabiano Gomes
  • Marco Aurélio Frasson
  • Paulo Roberto Ambrósio
  • Roger Lanza
  • Roselaine Meire Marine
  • Adalberto Brandalize

Resumo

De uma maneira geral, o potencial das pessoas nas organizações não tem sido adequadamente utilizado; elas são levadas a um desempenho burocrático, sem nenhuma inovação ou criatividade, submetidas a uma cultura empresarial de otimização dos lucros e redução de custos. A organização necessita de pessoas competentes e criativas para enfrentar as dificuldades do mercado atual. Os funcionários podem constituir-se em elementos alavancadores de resultados dentro da organização; constituem a vantagem competitiva que representa o “algo mais” que uma empresa pode oferecer ao mercado; são, ainda, os que fazem a diferença e a personalizam,fazendo-a distinguir-se dentre todas as demais.

Biografia do Autor

Luiz Fabiano Gomes

Acadêmico, na ocasião desta pesquisa, do Curso de Administração de Empresas da UniFil.

Marco Aurélio Frasson

Acadêmico, na ocasião desta pesquisa, do Curso de Administração de Empresas da UniFil.

Paulo Roberto Ambrósio

Acadêmico, na ocasião desta pesquisa, do Curso de Administração de Empresas da UniFil.

Roger Lanza

 Acadêmico, na ocasião desta pesquisa, do Curso de Administração de Empresas da UniFil

Roselaine Meire Marine

 Acadêmico, na ocasião desta pesquisa, do Curso de Administração de Empresas da UniFil

Adalberto Brandalize

Docente de Administração de Empresas na UniFil e na FANORPI Mestre em Administração, Área de Finanças. Mestrando em Administração, Área Gestão Empresarial. Coordenador de pós-graduação. Consultor empresarial. Ex-executivo. Pesquisador e palestrante sobre Administração. Orientador da presente pesquisa. Home page: www.professorbrandalize.hpg.com.br. E-mail: branda@sercomtel.com.br

Publicado
2020-03-27
Como Citar
GOMES, Luiz Fabiano et al. Capital humano nas organizações modernas: a vantagem competitiva. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 21, n. 41, p. 58-70, mar. 2020. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1270>. Acesso em: 27 set. 2021.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##