Infância, escola e violência simbólica

  • Eliane Belloni
  • Olga Ceciliato Mattioli

Resumo

A violência é um fenômeno social e historicamente construído, muito presente no mundo contemporâneo. Trata-se de um fenômeno multifacetado e multideterminado, exigindo para a sua compreensão, estudos interdisciplinares. A violência afeta indistintamente todas as populações e faixas etárias, mas a infância representa um segmento populacional mais desprotegido, no qual diferentes formas de violência se manifestam, a saber: violência física, psicológica, econômica, ideológica, simbólica e outras. O presente artigo tem por objetivo discutir a violência simbólica com base em Pierre Bourdieu, alertando para este tipo de violência nos meios acadêmicos, através da ação pedagógica.

Biografia do Autor

Eliane Belloni

Docente.do Curso de Psicologia UniFil. Membro do Núcleo de Estudo sobre Violência e Relações de Gênero.(NEVIRGCNPq). Mestre em Psicologia e Sociedade pela UNESP - Assis: E-mail: ebelloni@sercomtel.com.br 

Olga Ceciliato Mattioli

Docente do Curso de Pós-Graduação em Psicologia da UNESP - Assis. Coordenadora do Núcleo de Estudo sobre Violência e Relações de Gênero (NEVIRG). Líder do Grupo de Pesquisa sobre Violência e Relações de Gênero (CNPq). E-mail: olgamattioli@uol.com.br

Publicado
2020-03-26
Como Citar
BELLONI, Eliane; MATTIOLI, Olga Ceciliato. Infância, escola e violência simbólica. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 22, n. 43, p. 29-40, mar. 2020. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1242>. Acesso em: 24 out. 2021.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##