Adubação nitrogenada de cobertura via solo e foliar na produtividade e composição mineral de grãos de trigo

  • José Henrique Bizzarri Bazzo Centro Universitário Filadélfia/UniFil, Londrina-PR
  • Moryb Jorge Lima da Costa Sapucay Universidade Estadual de Londrina
  • Isabela Franzoni Universidade Estadual de Londrina/UEL
  • Claudemir Zucareli Universidade Estadual de Londrina/UEL

Resumo

A forma de aplicação de nitrogênio (N) na dose correta e no momento adequado pode aumentar sua eficiência na cultura do trigo, favorecendo o rendimento e a composição química dos grãos. Neste sentido, objetivou-se avaliar a produtividade, o teor de proteínas e a composição mineral de grãos de trigo em resposta a diferentes doses de nitrogênio aplicados em cobertura via solo e foliar. O experimento foi conduzido com a cultivar Quartzo, sob o delineamento experimental de blocos casualizados em esquema fatorial 2 x 5, com quatro repetições. Os tratamentos constaram de duas doses de N via solo (0 e 90 kg ha-1) e cinco doses de N via foliar (0, 2, 4, 6 e 8 L ha-1), realizadas em cobertura, durante o período de perfilhamento da cultura. Avaliou-se os teores de nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, ferro, zinco, cobre, manganês, proteína e a produtividade dos grãos de trigo. Os dados foram submetidos às análises de normalidade e homocedasticidade e, em seguida, à análise de variância. As médias de N aplicados via solo foram comparadas pelo teste F e as médias de N aplicadas via foliar submetidas à análise de regressão polinomial até 2° grau, a 5% de probabilidade. A adubação nitrogenada de cobertura via solo aumenta os teores de nitrogênio, cálcio e proteína dos grãos, entretanto não interfere na produtividade de grãos, assim como o observado para a aplicação de N via foliar. A aplicação de N via solo, mesmo quando associada a adubação nitrogenada via foliar, não aumenta os teores de fósforo e potássio nos grãos. Já o teor de ferro apresenta pontos de mínima e máxima de 3,7 e 3,8 L ha-1, para a ausência (0 kg ha-1) e a aplicação (90 kg ha-1) de N via solo, respectivamente. O incremento das doses de N via foliar reduz o teor de magnésio nos grãos de trigo. De forma geral, nas condições em que o experimento foi conduzido, a adubação foliar com N não favoreceu as características produtivas da cultura e a composição química dos grãos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Docente do curso de Agronomia

Centro Universitário Filadélfia/UniFil - Londrina-PR

##submission.authorWithAffiliation##

Doutorando em Agronomia

Pós-Graduação em Agronomia

Universidade Estadual de Londrina/UEL

##submission.authorWithAffiliation##

Doutorando em Agronomia

Pós-Graduação em Agronomia

Universidade Estadual de Londrina/UEL

##submission.authorWithAffiliation##

Docente do Departamento de Ciências Agrárias

Universidade Estadual de Londrina/UEL

Publicado
2020-07-13
Como Citar
BAZZO, José Henrique Bizzarri et al. Adubação nitrogenada de cobertura via solo e foliar na produtividade e composição mineral de grãos de trigo. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 36, n. 70, p. 181-194, jul. 2020. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1212>. Acesso em: 06 ago. 2020.
Seção
Artigos