Elementos arquitetônicos identificados em ópticas:

do objeto ao desejo de consumo

  • admin admin
  • Celina Eiko Setor Takaoka
  • Lucy Ana Setor Staut

Resumo

Óculos são considerados um objeto comum e familiar, tamanha é a proximidade com que estão inseridos e conectados ao corpo do usuário. Além de corrigirem erros de refração, são considerados itens de moda e seu comércio demanda não só o design deste produto propriamente dito, mas, do ambiente em que vai ser comercializado, a forma como será exposto, entre outros. Diante do exposto, foi objetivo deste trabalho mostrar os principais elementos arquitetônicos identificados em lojas que comercializam óculos, mostrar, historicamente, como o produto passou de órtese a objeto de desejo e de identificação e como a arquitetura de interiores precisa conhecer além do produto, a marca, conceitos, o público alvo, usuários do espaço, para que o projeto comercial possa ser eficiente. A metodologia utilizada para a realização deste trabalho deu-se por meio de pesquisa de levantamento bibliográficos, de pesquisa na Internet, em artigos de publicação, para embasamento teórico. Foi analisado, as vitrines e elementos arquitetônicos de algumas ópticas de outros países, para identificar como o visual merchandising foi utilizado.

Biografia do Autor

Celina Eiko Setor Takaoka

Discente

Lucy Ana Setor Staut

Docente

Publicado
2018-07-26
Como Citar
ADMIN, admin; TAKAOKA, Celina Eiko Setor; STAUT, Lucy Ana Setor. Elementos arquitetônicos identificados em ópticas:. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 34, n. 66, jul. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/114>. Acesso em: 09 ago. 2020.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 > >>