Potencial fisiológico de sementes de Fisális em função do sistema de condução da planta e da coloração do capulho

  • Verônica Pellizzaro Universidade Estadual de Londrina
  • Mônica Satie Omura
  • Luana de Souza Marinke
  • Felipe Favoretto Furlan
  • Lúcia Sadayo Assari Takahashi

Resumo

A Physalis peruviana L. é uma pequena fruta, pertencente à família das Solanaceaes, com grandes potencialidades econômicas. Todavia, pouco se conhece do seu desenvolvimento, manejo e crescimento sob diferentes sistemas de condução da planta, bem como o potencial fisiológico de suas sementes e o ponto de colheita para a produção de sementes. Nesse sentido, objetivou-se determinar o ponto de colheita de frutos de Physalis peruviana L. para produção de sementes, de acordo com a coloração do capulho proveniente de plantas conduzidas em diferentes sistemas. O trabalho foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, em esquema fatorial 5x2, sendo cinco colorações do capulho (verde; verde-amarelado; amarelo-esverdeado; amarelo e palha) e dois sistemas de tutoramento (tutoramento vertical e sem tutoramento). Para verificar o potencial fisiológico de sementes foram avaliados: primeira contagem de germinação, germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca de plântulas. Os dados foram analisados quanto à normalidade e homogeneidade e quando atenderam ao modelo matemático, submetidos à análise de variância pelo teste F (p<0,05) e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p <0.05). A colheita dos frutos de Physalis peruviana L. visando a produção de sementes deve ser realizada quando o capulho apresentar coloração amarelo-esverdeado, amarelo ou palha. O tutoramento vertical influencia positivamente o potencial fisiológico de sementes de Physalis peruviana L.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil. E-mail: veronicapellizzaro@hotmail.com

Mônica Satie Omura

Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil. 

Luana de Souza Marinke

Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil

Felipe Favoretto Furlan

Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil

Lúcia Sadayo Assari Takahashi

Professora Titular do Departamento de Agronomia, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Publicado
2020-12-14
Como Citar
PELLIZZARO, Verônica et al. Potencial fisiológico de sementes de Fisális em função do sistema de condução da planta e da coloração do capulho. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 36, n. 71, p. 163-174, dez. 2020. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1111>. Acesso em: 27 jan. 2021.
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##