Funcionalidade e qualidade de vida de idosos institucionalizados

  • Rayana Santos Cristianismo Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Fernanda Graciela Ferreira Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Malu Emanuelle Silva Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Antônio Moacir de Jesus Lima Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Izabela Rocha Dutra Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Resumo

Objetivo: Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo e transversal cujo objetivo foi descrever a relação entre a independência funcional e a qualidade de vida de idosos de uma Instituição de Longa Permanência em um município do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. Foram utilizados questionários sociodemográficos, de condições de saúde, de Medida de Independência Funcional e WHOQOL-OLD. O estudo foi realizado com 15 idosos, sendo 86,7% do sexo feminino, com a média de idade de 78,73 anos, portadores de pelo menos uma doença crônica, em uso constante de medicação, e com a auto percepção de saúde muito ruim (46,7%). Segundo a MIF, 20,0% foram classificados como dependência modificada, 33,3% como dependência modificada e por fim, 46,7% como independência completa. De acordo com o WHOQOL-OLD a faceta que mais contribuiu na QV dos idosos foi o funcionamento sensório (13,4), seguida das facetas: participação social (12,8) e atividades passadas, presentes e futuras (12,4), ressalta-se que a faceta de menor média foi a de autonomia (9,86). O estudo merece destaque por reconhecer a importância dos resultados em busca de estratégias que favoreçam aos idosos institucionalizados alcançar uma vida mais saudável em busca de autonomia e independência funcional refletindo na melhoria da qualidade de vida

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêmica do curso de graduação em enfermagem da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêmica do curso de graduação em enfermagem da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeira pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Especialização em Saúde da Família pela Unimontes em andamento

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeiro. Mestre em Ensino em Saúde pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Professor Assistente I do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

##submission.authorWithAffiliation##

Enfermeira. Doutoranda em enfermagem pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Assistente II do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. E-mail: izabelardutra@ gmail.com

Publicado
2018-07-17
Como Citar
CRISTIANISMO, Rayana Santos et al. Funcionalidade e qualidade de vida de idosos institucionalizados. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 31, n. 61, p. 79-90, jul. 2018. ISSN 2596-2809. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/106>. Acesso em: 27 nov. 2020.
Seção
Artigos